quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Deusa Yemaya ou Iemanjá

Foto retirada do site 
A mãe as águas nigeriana, da Yoruba tribo e do Voodoo brasileiro. Deusa do mar, do rio e do lago, filha da Deusa da Terra Odudua e irmã e esposa de Aganju com quem concebeu Orunjan, o Deus do sol do meio dia. Orunjan violou-a e ela deu à luz onze deuses e deusas, além do sol e da lua e duas correntes de água vieram de seus seios a partir de um grande lago, formando assim as águas do mundo.


Levada pelos escravos de África para o Brasil, onde é conhecida como Iemanjá, tornou-se a suprema Mãe Deusa do Voodoo e por vezes é identificada com a Virgem Maria. Costuma também ser representada como uma sereia. A sua celebração ocorre na passagem do ano, onde milhares de oferendas têm lugar na praia de Copacabana e noutros sítios com mar, enviadas à água em homenagem de Yemaya. Padroeira do signo caranguejo, a sua cor favorita é o azul.



O seus símbolos são a lua, os oceanos e os mistérios femininos, protegendo a concepção, o parto a infância, o amor e a cura. Defensora dos segredos profundos e da sabedoria antiga, inspiradora de sonhos e visões. 

Sem comentários: